Controle de pragas: entenda o que é a leishmaniose visceral humana

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Porto Alegre confirmou, em 15/5, o terceiro caso de leishmaniose visceral humana (LVH) na capital gaúcha. A doença é causada pelo protozoário parasita Leishmania que é transmitido pela picada de mosquitos infectados. O novo caso registrado alerta para a importância de adotar ações de controle de pragas como a desinsetização, o que inclui a prevenção a infestação de mosquitos transmissores de doenças.

A leishmaniose visceral humana é transmitida pelo mosquito-palha ou birigui (Lutzomyia longipalpis) que, ao picar, introduz na circulação do hospedeiro o protozoário Leishmania chagasi. Conforme o Ministério da Saúde, a leishmaniose visceral era, primariamente, caracterizada como doença de caráter rural. Mais recentemente, no entanto, ela vem se expandindo para áreas urbanas de médio e grande porte e se tornou crescente problema de saúde pública no País.

A culpa não é dos cães!


Apesar do que muita gente pensa, o cachorro não é o transmissor da doença, que passa para o homem pela picada do mosquito palha. Como o cão é o hospedeiro mais estudado, há a crença de que seja o transmissor. É importante salientar que a doença não é contagiosa nem se transmite diretamente de uma pessoa para outra, nem de um animal para outro, nem dos animais para as pessoas. A transmissão do parasita ocorre apenas através da picada do mosquito fêmea infectado. Se você suspeitar que seu animal esteja com Leishmaniose, procure imediatamente o médico veterinário.

Sintomas


A leishmaniose é uma doença tratável e curável. Seus sintomas são febre de longa duração, perda de peso, astenia, adinamia e anemia, dentre outras manifestações. Todos os pacientes diagnosticados precisam tratamento rápido e completo. Lembre-se de que os casos de leishmaniose são de comunicação compulsória ao serviço oficial de saúde.

Controle de pragas inclui a desinsetização


Quando não tratada, a leishmaniose pode evoluir para óbito em mais de 90% dos casos. Por isso, é importante adotar medidas de controle de pragas a fim de combater o mosquito transmissor da doença. Os serviços de desinsetização são essenciais para garantir o bem-estar e a saúde do ser humano. Ações de controle de pragas ajudam a eliminar os focos, propiciando um ambiente limpo e seguro para convívio.

Medidas de combate


Assim como no caso do combate à dengue, mudanças de hábitos e atitudes também são fundamentais para o controle de pragas como o mosquito transmissor da leishmaniose. É importante manter a casa limpa e o quintal livre dos criadores de insetos. O mosquito palha vive nas proximidades das residências, preferencialmente em lugares úmidos, mais escuros e com acúmulo de material orgânico.

Ajuda profissional


O controle de pragas como o mosquito-palha requer a intervenção de profissionais especializados, que farão uma análise do ambiente e a prescrição da melhor ação a ser adotada, assim como os produtos que serão aplicados. Consulte a Desentupidora Porto Alegre, empresa que realiza controle de pragas seguindo todas as normas técnicas vigentes. Dispomos de equipamentos avançados e profissionais experientes, que traçam a melhor estratégia para cada situação. Nossa empresa exerce seus serviços com o orçamento completamente gratuito, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Não corra riscos: agende uma visita agora mesmo!

Controle de pragas: entenda o que é a leishmaniose visceral humana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para o topo